África do Sul não está "caindo aos pedaços", diz Zuma

domingo, 16 de dezembro de 2012 15:04 BRST
 

BLOEMFONTEIN, África do Sul (Reuters) - O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, tentou neste domingo dissipar preocupações de agências de classificação de risco e de investidores sobre o crescimento lento do país e insistiu que a nação não está "caindo aos pedaços".

Em discurso de abertura de uma conferência para escolher a liderança do Congresso Nacional Africano (ANC, na sigla em inglês) pelos próximos cinco anos, Zuma disse que dois rebaixamentos pelas agências de risco internacionais neste ano não significam que a África do Sul esteja com problemas.

"Nós queremos acabar com todas as percepções de que nosso país está caindo aos pedaços por causa dos rebaixamentos", disse Zuma. "Nós continuamos a desempenhar nosso trabalho de desenvolvimento e continuamos a planejar uma recuperação", afirmou o presidente.

A economia da África do Sul deve crescer 2,5 por cento este ano, bem abaixo da meta de 7 por cento que o governo diz ser necessário para uma redução mais intensa da taxa de desemprego de 25 por cento.