BOLSA EUA-Otimismo ante abismo fiscal eleva índices; bancos lideram

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012 20:15 BRST
 

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK, 17 Dez (Reuters) - O índice S&P 500 fechou nesta segunda-feira em seu maior nível em quase dois meses, com esperanças crescentes de que as negociações sobre o abismo fiscal estejam avançando e de que um acordo possa ser feito em dias.

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, avançou 0,76 por cento, para 13.235 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve valorização de 1,19 por cento, para 1.430 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 1,32 por cento, para 3.010 pontos.

Após semanas de impasse, o presidente norte-americano, o democrata Barack Obama, e o presidente da Câmara dos Deputados, o republicano John Boehner, se reuniram nesta segunda-feira na Casa Branca, elevando a expectativa de que Washington conseguirá evitar o pacote de aumentos de impostos e cortes de gastos que ameaça a economia.

Todos os 10 setores componentes do S&P 500 fecharam no azul, sob liderança de papéis de bancos e do setor financeiro e de outras áreas cujo desempenho costuma ser guiado por perspectivas de crescimento da economia.

O índice financeiro do S&P 500 encerrou em alta de 2,1 por cento, enquanto o medidor dos papéis de bens de consumo não duráveis avançou 1,8 por cento.

Investidores têm mostrado preocupação de que a economia possa cair em recessão se o abismo fiscal não for evitado.

O republicano Boehner, presidente de uma Câmara dos Deputados controlada por sua bancada, se aproximou mais da exigência de Obama de aumento de impostos sobre os norte-americanos mais ricos. Ainda assim, sua postura continua distante da assumida pelo presidente norte-americano.

"As conversas sobre o abismo fiscal têm superado tudo. Parece que algum progresso está sendo feito. Acredito que se está chegando ao centro da questão", avaliou o presidente da Alan B. Lancz & Associates Inc. em Toledo, Ohio, Alan Lancz.

"A aposta agora é de que alguma coisa vai acontecer pelo fim desta semana", acrescentou.

Os ganhos, obtidos em uma sessão com volume mais baixo que o habitual, puseram fim a dois dias de perdas no S&P 500.