AIG vende participação na AIA por US$6,45 bilhões

terça-feira, 18 de dezembro de 2012 07:28 BRST
 

HONG KONG, 18 Dez (Reuters) - A seguradora norte-americana AIG levantou 6,45 bilhões de dólares com a venda da participação remanescente na AIA, a segunda maior venda em bloco já realizada na Ásia, abandonando um negócio em que ingressou há quase 100 anos.

A venda, cujo valor atingiu quase o teto da faixa indicativa, marca o fim de uma era para a AIG na Ásia e para o presidente-executivo Robert Benmosche, que abriu o capital da AIA em Hong Kong há dois anos, na terceira maior oferta pública inicial de ações (IPO, em inglês) do mundo.

A AIG teve que vender parte de seus muitos ativos, entre eles a AIA, após ter recebido resgate do governo dos Estados Unidos em 2008, quando estava à beira do colapso. O governo desembolsou 182 bilhões de dólares para resgatar a seguradora.

A participação de 13,69 por cento ou 1,65 bilhão de ações na terceira maior seguradora da Ásia custou 30,30 dólares de Hong Kong por papel. A faixa indicativa era de 29,65 a 30,65 dólares de Hong Kong por ação.

O preço representa um desconto de 4,3 por cento ante o fechamento de sexta-feira. As operações com as ações a AIA foram suspensas na segunda-feira a pedido da própria companhia.

"Houve muitos candidatos dispostos a comprar ações", disse o analista de seguros Ping Cheng, da DBS Vickers, em Xangai.

A venda da participação ficou atrás apenas dos 6,6 bilhões de dólares que a Vodafone levantou com a China Mobile, há dois anos.

A AIG, que planeja destinar os recursos obtidos a diferentes propósitos, não identificou os compradores.

(Por Elzio Barreto)