Temos que estar prontos para qualquer alternativa, diz ministro sobre royalties

terça-feira, 18 de dezembro de 2012 16:23 BRST
 

BRASÍLIA, 18 Dez (Reuters) - O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse nesta terça-feira que o governo tem que estar pronto para qualquer cenário envolvendo os vetos da presidente Dilma Rousseff à nova distribuição dos royalties do petróleo, que congressistas trabalham para derrubar.

Dilma vetou parcialmente o projeto de lei aprovado pelo Congresso que modificava a distribuição dos royalties de petróleo dos contratos em vigor, e manteve a divisão estabelecida para os futuros contratos.

Na semana passada, deputados e senadores aprovaram urgência para a apreciação dos vetos, com ampla maioria de congressistas dos Estados não produtores de petróleo, que se sentiram prejudicados pelo veto presidencial.

No entanto, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux suspendeu liminarmente na segunda-feira o caráter de urgência para análise da questão.

Carvalho disse ser "difícil" especular sobre a hipótese de que a liminar de Fux seja derrubada.

"A gente não pode saber isso... A gente tem que estar pronto para qualquer alternativa", disse Carvalho a jornalistas após participar de evento de Natal no Palácio do Planalto.

Dilma era esperada no evento, mas passou o início da tarde no Palácio do Alvorada, sem agenda oficial.

Carvalho justificou a ausência da presidente em seu discurso, dizendo que "estamos com dias de muita tensão com votação de vetos no Congresso e projetos que a gente tem que arrumar até a última hora".

Depois, o ministro relativizou a fala, ao dizer que a questão dos vetos "não é nada grave".   Continuação...