China cancela maior compra de soja dos EUA em 14 anos

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012 17:03 BRST
 

WASHINGTON, 20 Dez (Reuters) - A China desistiu da compra de 540 mil toneladas de soja dos Estados Unidos, disse o Departamento de Agricultura norte-americano nesta quinta-feira, no maior cancelamento do maior importador mundial da oleaginosa em pelo menos 14 anos.

Foi o segundo cancelamento nesta semana. Na terça-feira o USDA afirmou que a China cancelou a compra de 300 mil toneladas de soja, e traders disseram que outro cancelamento de 120 mil toneladas por destino desconhecido pode também ter sido feito para a China.

Por lei, exportadores devem reportar imediatamente a venda de 100 mil toneladas ou mais de uma mesma commodity, feita em um dia a um único destino. Vendas de menores quantidades são reportadas semanalmente.

Segundo traders, os cancelamentos devem estar ocorrendo pela boa safra do Brasil, segundo maior exportador de soja do mundo, onde a China pode agendar suas cargas a preços mais baixos.

Garrett Toay, consultor de risco da Toay Commodities Futures Group em Des Moines, Iowa, disse que a China deve estar cancelando a soja extra dos EUA, comprada como seguro no caso de uma baixa safra sul-americana.

"A China está assumindo que não há nada de errado com a safra brasileira", disse Toay.

Após algumas preocupações iniciais sobre o clima afetando a safra de soja do Brasil, o país parece estar no caminho para colher uma boa safra no início do próximo ano.

As vendas de exportação dos EUA no ano comercial 2012/13 (setembro/agosto) totalizaram mais de 30,3 milhões de toneladas em 13 de dezembro-- quase 83 por cento da estimativa da USDA, de 36,61 milhões.

A maioria das vendas --quase 19 milhões de toneladas, ou 62 por cento-- foi para a China.

Os dados do USDA mostraram que 3,1 milhões de toneladas foram vendidas a "destinos desconhecidos", e traders acreditam que uma grande parte do volume foi comprado pela China.

(Reportagem de Ros Krasny)