Comerciantes dos EUA buscam melhorar vendas de Natal

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012 16:39 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - A poucas horas do Natal, os comerciantes nos Estados Unidos ainda negociam com os cosumidores ofertas desde TVs a roupas com marca de celebridades. As últimas semanas com menos negócios do que o esperado levaram os consultores a reduzir a expectativa de vendas para o fim de ano.

Alguns analistas afirmaram que os consumidores compravam pouco, apesar de eles ainda estarem visitando as lojas e sites. Uma vez que o fim do ano pode representar 30 por cento das vendas anuais e metade do lucro para muitas lojas, pequenas diferenças podem ser cruciais.

"A atitude do consumidor foi da euforia do fim de semana de Ação de Graças a um comportamento mais contido agora ", afirmou o consultor Thom Blischok.

Antes da estação começar, Blischok esperava um aumento de mais de 5 por cento nas vendas em novembro e dezembro, em relação ao mesmo período no ano passado. Agora, ele diz que um ganho de 2 por cento a 2,5 por cento parece mais provável.

A empresa de pesquisa ShopperTrak também reduziu a sua previsão: de 3,3 por cento para 2,5 por cento.

"A estação vai ser OK. Não vai ser forte como no ano passado, mas não vai ser ruim como se temia", declarou o analista Joseph Feldman.

A estudante Terene Collymore, por exemplo, disse estar sendo mais cuidadosa nete ano. "Não jogo dinheiro fora."