Lavouras de soja de MT recebem chuvas abaixo da média em dezembro

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012 15:05 BRST
 

Por Gustavo Bonato

SÃO PAULO, 26 Dez (Reuters) - O Estado de Mato Grosso, que responderá por quase um terço da produção brasileira de soja nesta safra, registrou chuvas irregulares em dezembro, com acumulados bem abaixo da média histórica, causando preocupação em alguns agricultores.

Dados da Somar Meteorologia desta quarta-feira mostram que no sul do Estado as chuvas estão 66 por cento abaixo da média histórica de dezembro. Na região central o acumulado está 47 por cento abaixo da média.

"Houve locais com chuvas de baixa intensidade, mal distribuídas", afirma a meteorologista Olívia Nunes, da Somar.

Ela explica que a umidade da Amazônia encontrou-se com as frentes frias no Sul do país, provocando chuvas naquela região, prejudicando as precipitações no Centro-Oeste.

"Embora seja um percentual significativo, não quer dizer que não choveu ou choveu pouco", ressalta ela, lembrando que no acumulado do centro de Mato Grosso, por exemplo, foram registrados 140 milímetros ao longo de dezembro.

O produtor Alex Utida, de Campo Novo do Parecis, no oeste de Mato Grosso, foi um dos que sentiu a irregularidade das chuvas em dezembro.

"Especialmente nesses últimos dez ou onze dias, está faltando chuva aqui na minha região. É uma questão regionalizada. Choveu na cidade e não choveu na minha fazenda, a 39 quilômetros."

Utida, que também é vice-presidente da Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso, disse que até agora as lavouras não tiveram prejuízo aparente, mas espera chuva para os próximos dias.   Continuação...

 
Safra de soja é vista na cidade de Tangara da Serra em Cuiabá. O Estado de Mato Grosso, que responderá por quase um terço da produção brasileira de soja nesta safra, registrou chuvas irregulares em dezembro, com acumulados bem abaixo da média histórica, causando preocupação em alguns agricultores. 27/03/2012 REUTERS/Paulo Whitaker