CEO da Daiwa vê alta do Nikkei em 2013, com novo primeiro-ministro

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012 15:37 BRST
 

Por Nathan Layne e Emi Emoto

TÓQUIO, 26 Dez (Reuters) - O índice japonês Nikkei pode ter um rali de alta de aproximadamente 30 por cento em 2013 devido a um impulso agressivo para reaquecer a economia sob o comando do novo primeiro-ministro do país, disse em entrevista à Reuters o presidente-executivo da Daiwa Securities Group.

Embora os executivos do mercado acionário sejam conhecidos por suas previsões de alta do mercado, os comentários de Takashi Hibino refletem um otimismo entre os empresários de que as políticas de Shinzo Abe darão uma sacudida necessária à lenta economia do Japão.

Abe é um defensor da expansão fiscal e política monetária agressiva para derrotar a deflação, que minou a terceira maior economia mundial por quase duas décadas.

"Se as políticas corretas forem decretadas, o mercado vai subir", disse Hibino em uma entrevista na sexta-feira. Seus comentários foram embargados para publicação em 26 de dezembro.

"Não houve uma administração tão comprometida em escapar da deflação. E é por isso que desta vez eu escolho ser otimista".

Hibino previu que o Nikkei, que disparou 15 por cento desde meados de novembro, quando as eleições foram convocadas, provavelmente negociará entre 9.500 e 13.000 pontos no próximo ano. O limite superior marcaria um ganho de 29 por cento no fechamento de terça-feira, a 10.080 pontos.

Na esteira do crescimento do mercado acionário, Hibino disse estar confiante que a segunda maior corretora do Japão, geraria um lucro líquido no atual ano financeiro até março de 2013, depois de perder um combinado de 76,7 bilhões de ienes (904,5 milhões dólares) nos dois anos anteriores.

A Daiwa cortou mais de 500 empregos no exterior a partir de 2011 para conter as perdas.