Crescimento do lucro industrial na China acelera

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012 11:18 BRST
 

PEQUIM, 27 Dez (Reuters) - O crescimento anual dos lucros industriais da China acelerou para 22,8 por cento em novembro ante 20,5 por cento em outubro, mostraram dados oficiais nesta quinta-feira, reforçando os sinais de uma recuperação econômica estável graças a políticas pró-crescimento.

As empresas industriais chinesas lucraram 638,5 bilhões de iuans (102,4 bilhões de dólares), informou o Escritório Nacional de Estatísticas da China (NBS, na sigla em inglês).

Um segundo mês de forte crescimento de lucros reforça a perspectiva de analistas de que a economia da China retomou força no quarto trimestre. Os lucros industriais haviam subido apenas 7,8 por cento em setembro ante o ano anterior.

Entre os 41 setores pesquisados, 30 tiveram alta nos lucros nos 11 primeiros meses, liderados por um salto de 62,9 por cento nas empresas de geração de energia, 16,6 por cento nas de processamento de alimentos e um avanço de 11,5 por cento em produtores de equipamentos para telecomunicações.

Mas alguns setores ainda enfrentam dificuldades, com lucros de empresas de fundição de metais ferrosos caindo 47,9 po cento enquanto os ganhos das empresas químicas recuaram 10,1 por cento.

Os lucros industriais nos 11 primeiros meses de 2012 totalizaram 4,66 trilhões de iuanes, alta de 3 por cento ante o ano anterior. Para o período entre janeiro e outubro, os lucros avançaram apenas 0,5 por cento ante o ano anterior.

Entretanto, a produção industrial da China está a caminho de crescer 10 por cento ante 2011, afirmou nesta quinta-feira o ministro da Indústria do país, Miao Wei.

O setor industrial pode contribuir com 40 por cento do crescimento econômico do país neste ano, disse Miao na conferência de trabalho anual do ministério.

A economia da China está se fortalecendo no quarto trimestre, após sete trimestres seguidos de crescimento mais lento, graças a novas políticas pró-crescimento determinadas pelo governo nos últimos meses, incluindo a aprovação de projetos de infraestrutura avaliados em 157 bilhões de dólares.

De acordo com pesquisa da Reuters, a China deve alcançar um crescimento de 7,7 por cento em 2012, o ritmo mais lento de expansão desde 1999.

(Reportagem de Kevin Yao e Aileen Wang)