Plantio de milho e colheita de trigo seguem atrasados na Argentina

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012 19:13 BRST
 

BUENOS AIRES, 27 Dez (Reuters) - A Bolsa de Cereales de Buenos Aires afirmou nesta quinta-feira que chuvas registradas em grandes regiões agrícolas no início da semana impediram o avanço do plantio de milho na Argentina, que já estava atrasado por excesso de precipitações nos últimos meses.

"No início da semana, houve uma chuva de intensidade variável, seguida de fortes ventos e granizo em áreas específicas. Isso atrasa os trabalhos de plantio do cereal e, em vários casos, prejudica os materiais utilizados inicialmente", disse a bolsa em relatório.

A Argentina é o segundo maior exportador de milho. A bolsa estima que a área dedicada ao grão em 2012/13 atingirá 3,4 milhões de hectares, embora esta área possa sofrer cortes se o tempo não melhorar logo.

"Se considerarmos que a janela de plantio ótima (em Buenos Aires e Córdoba) culminaria em cerca de 20 dias e as condições da água do solo não são favoráveis, podemos entender que existe a possibilidade de não ser factível plantar algumas dessas áreas", disse.

Até quinta-feira, os agricultores tinham plantado 74,7 por cento da área de milho, marcando um avanço de 7,7 pontos percentuais na última semana, mas um atraso de cinco pontos em relação à mesma época da safra passada.

O USDA prevê safra de milho da Argentina 2012/2013 será 27,5 milhões de toneladas.

Enquanto isso, a bolsa disse que na última semana a colheita de trigo 2012/13, que também foi prejudicada por excesso de água, evoluiu favoravelmente em áreas importantes do país.

A Argentina é um dos maiores exportadores de trigo, mas o grão do atual ciclo foi afetado por choques climáticos que variaram de escassez de água a inundações, o que causou grandes perdas no rendimento de grãos em algumas regiões.

Até quinta-feira, os agricultores argentinos haviam colhido 67,4 por cento da área da temporada 2012/13, o que significa um atraso de 10,9 pontos ante a última campanha. Em relação à semana anterior, houve um avanço de nove pontos percentuais.

A bolsa estima que a produção de trigo 2012/13 será 9,8 milhões de toneladas.

(Reportagem de Maximiliano Rizzi)