Governo central tem déficit de R$4,292 bi em novembro--Tesouro

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012 10:40 BRST
 

BRASÍLIA, 28 Dez (Reuters) - O governo central --formado pelo Tesouro, Banco Central e Previdência Social-- registrou um déficit primário de 4,292 bilhões de reais em novembro, o primeiro resultado negativo desde maio de 2010, informou o Tesouro Nacional nesta sexta-feira.

No ano até novembro, o governo central tem um superávit acumulado de 60,387 bilhões de reais.

O secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, afirmou que será possível alcançar a meta do governo central, de 97 bilhões de reais, visto ser possível aplicar um desconto estimado de 25,6 bilhões de reais de investimentos do PAC na meta.

Segundo Augustin, em dezembro o governo central deverá ter um superávit "significativo", beneficiado por um grande montante de dividendos de estatais.

"A meta (do governo central) com abatimento será alcançada", afirmou Augustin em entrevista coletiva, acrescentando haver uma preocupação com a meta do resultado primário de Estados e municípios, que é de 42,8 bilhões de reais para o ano.

"Temos uma preocupação com Estados e municípios. Eles não vão alcançar, não há dúvida. Não sei quanto faltará de recursos", disse o secretário do Tesouro.

A Previdência Social apresentou déficit de 5,381 bilhões de reais em novembro, enquanto o Tesouro teve superávit de 1,228 bilhão de reais e o Banco Central registrou saldo negativo de 139,4 milhões de reais.

O resultado de novembro se deve principalmente a estabilidade nas despesas em 68,926 bilhões de reais no mês passado e a uma queda de 18 por cento na receita líquida do governo central sobre outubro, para 64,633 bilhões de reais.

Em novembro, as despesas com pessoal subiram 17,2 por cento em relação a outubro, mas essa alta foi compensada por uma queda nas despesas de custeio. Já a queda nas receitas foi causada principalmente pelo recuo na arrecadação.

(Reportagem de Tiago Pariz)