Vendas pendentes de moradias nos EUA têm máxima em 2 anos e meio

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012 14:26 BRST
 

WASHINGTON, 28 Dez (Reuters) - Os contratos para a compra de moradias usadas nos Estados Unidos subiram em novembro para o maior nível em dois anos e meio, informou um grupo do setor nesta sexta-feira, em mais uma evidência da força da recuperação do setor imobiliário norte-americano.

A Associação Nacional de Corretores (NAR, na sigla em inglês) disse que o Índice de Vendas Pendentes de Moradias, baseado nos contratos assinados no mês passado, subiu 1,7 por cento para 106,4--o maior nível desde abril de 2010.

Economistas consultados pela Reuters esperavam que os contratos assinados, que se transformam em vendas depois de um ou dois meses, subissem 1 por cento depois da alta revisada de 5 por cento em outubro. Foi o terceiro mês seguido de alta.

"As vendas de moradias estão se recuperando agora baseadas em demanda e em condições favoráveis para a aquisição de casas", disse o economista-chefe da NAR, Lawrence Yun.

No período de 12 meses encerrado em novembro, as vendas de moradias pendentes subiram 9,8 por cento.

O mercado imobiliário melhorou após um colapso dramático, que arrastou a economia para sua pior recessão desde a Grande Depressão dos anos 1930.

As vendas e os preços das moradias estão subindo, encorajando construtoras a adotar novos projetos.

Os contratos de revenda de moradias avançaram em três das quatro regiões do país, ficando inalterados no Sul.

(Reportagem de Lucia Mutikani)