CEO do Deutsche Bank pede bancos "pan-europeus"-jornal

sábado, 29 de dezembro de 2012 13:54 BRST
 

FRANKFURT, 29 Dec (Reuters) - A consolidação dos bancos europeus ainda não está no fim, e o setor alemão, com seus muitos bancos pequenos, terá que mudar, disse a um jornal do país um dos CEOs do Deutsche Bank.

"Precisamos de bancos pan-europeus. Ou então os países em desenvolvimento como China, Índia, Brasil e Rússia nos deixarão para trás", afirmou Juergen Fitschen em entrevista publicada neste sábado no jornal Boersen-Zeitung.

Ele afirmou que a consolidação é inevitável na Alemanha. "Temos de nos afastar da ideia de que é possível e necessário ter uma agência em cada pequena cidade, especialmente devido ao crescente uso dos serviços online", afirmou.

Fitschen disse que o Deutsche Bank está de acordo com as propostas de um grupo de conselheiros da União Europeia para a designação das atividades mais arriscadas dos bancos.

Ele afirmou, contudo, que o banco não achou as propostas vantajosas para distinguir a ação dos bancos assim que ela passar de um certo nível, e que essa medida pode prejudicar o Deutsche Bank.

Sobre a venda do BHF Bank, que o Deutsche não conseguiu aprovar por duas vezes na agência reguladora alemã BaFin, Fitschen afirmou estar confiante de que um acordo para vender a unidade para comprar a RHJ International será alcançado.

(Reportagem de Victoria Bryan)

 
CEO do Deutsche Bank, Juergen Fitschen (D), participa de congresso bancário europeu ao lado do presidente do BCE, Mario Draghi, em Frankfurt, Alemanha. A consolidação dos bancos europeus ainda não está no fim, e o setor alemão, com seus muitos bancos pequenos, terá que mudar, disse a um jornal do país um dos CEOs do Deutsche Bank. 23/11/2012 REUTERS/Kai Pfaffenbach