Hyundai e Kia preveem menor crescimento de vendas em 10 anos

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013 09:24 BRST
 

SEUL, 2 Jan (Reuters) - A Hyundai e sua afiliada Kia, as maiores montadoras da Coreia do Sul, projetaram crescimento de apenas 4 por cento nas vendas em 2013, o menor em dez anos, com as fábricas da Hyundai no Brasil e na China liderando o desempenho.

Montadoras como a japonesa Toyota estão traçando metas de vendas conservadoras diante da incerteza com a economia mundial.

Hyundai e Kia, que juntas ocupam o quinto lugar no ranking mundial de vendas, acreditam que as vendas combinadas crescerão para 7,41 milhões de unidades neste ano, o que em parte também se deve aos gargalos na capacidade de produção e à valorizada moeda sul-coreana.

"Hyundai e Kia se beneficiaram das dificuldades que concorrentes tiveram após a crise financeira global, mas agora esse impulso de crescimento está se enfraquecendo sem a ajuda da moeda local", afirmou Kim Sung-soo, gestor de fundos da LS Asset Management.

Já a desvalorização do iene pode equilibrar a balança a favor de concorrentes como a Honda.

Após Hyundai e Kia terem crescido rapidamente, o presidente de conselho do grupo, Chung Mong-koo, diminuiu a expansão da capacidade de produção nos últimos anos para priorizar o fortalecimento da marca e a lucratividade.

A Hyundai, que iniciou a operação de novas fábricas na China e no Brasil em 2012, está em melhor condição de atender qualquer aumento de demanda acima das previsões do que a Kia, que não elevou a capacidade de produção no ano passado.

(Por Hyunjoo Jin)

 
Hyundai e Kia preveem que crescimento das vendas em 2013 será de 4 por cento, o menor em uma década. 25/10/2012 REUTERS/Kim Hong-Ji