Inflação na zona do euro fica acima das expectativas em dezembro

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013 08:41 BRST
 

BRUXELAS, 4 Jan (Reuters) - O aumento dos preços de alimentos e serviços compensou uma queda nos custos de energia na zona do euro em dezembro e manteve a inflação estável, apesar de expectativas de desaceleração, potencialmente sinalizando uma pequena retomada nos gastos durante o Natal.

A inflação anual nos 17 países que compartilham o euro ficou em 2,2 por cento em dezembro, o mesmo nível registrado em novembro, informou nesta sexta-feira a agência de estatísticas da União Europeia (UE), Eurostat, e acima no nível de 2,1 por cento previsto por economistas em pesquisa da Reuters.

Os preços de alimentos ao consumidor subiram 3,1 por cento no mês, uma leve alta em relação a novembro, enquanto os custos de serviços, que equivalem a 40 por cento do índice da Eurostat, também avançaram.

Os preços de energia subiram 5,2 por cento, comparado a alta de 5,7 por cento em novembro e marcando uma desaceleração gradual desde dezembro de 2011.

A queda dos preços mundiais de energia e a relutância dos europeus em gastar em meio a uma recessão na zona do euro diminuíram os níveis de preços ao consumidor do bloco durante o ano passado.

Muitos economistas esperam que a inflação caia abaixo da meta do Banco Central Europeu (BCE) de perto, porém não acima, de 2 por cento durante 2013.

(Reportagem de Robin Emmott)