Samsung ampliará vantagem sobre Apple, prevê pesquisa

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013 11:22 BRST
 

SEUL 4 Jan (Reuters) - A Samsung Electronics deve ampliar a vantagem sobre a Apple nas vendas de smartphones neste ano, beneficiada por uma linha extensa de produtos, previu nesta sexta-feira o grupo de pesquisa Strategy Analytics.

A Apple, retomando a ofensiva, pode lançar um iPhone Mini no ano que vem para atender à demanda de smartphones mais baratos, segundo a Strategy Analytics.

"Acreditamos que a Samsung ampliará ligeiramente a vantagem sobre a Apple neste ano devido à extensa linha de produtos", afirmou o diretor executivo da Strategy Analytics, Neil Mawston, em entrevista por e-mail à Reuters.

Os vendas mundiais de smartphones crescerão 27 por cento, para 875 milhões de unidades neste ano, bem abaixo dos 41 por cento em 2012 devido à desaceleração do crescimento em muitos mercados importantes, como América do Norte, China, economias asiáticas desenvolvidas e Europa Ocidental, segundo Mawston.

A projeção é de que a sul-coreana Samsung Electronics venda 290 milhões de smartphones neste ano, ante 215 milhões estimados para 2012, segundo o grupo de pesquisa.

As vendas de smartphones da Apple devem atingir 180 milhões de unidades neste ano, crescimento de 33 por cento ante 2012, ligeiramente inferior aos 35 por cento que a Samsung cresceria neste ano.

Isso valerá à Samsung 33 por cento do mercado de smartphones em 2013, ante os 31 por cento estimados para 2012, enquanto a Apple terá 21 por cento, ante os 20 por cento estimados para o ano passado.

A Apple --a mais valiosa companhia de tecnologia do mundo-- e a Samsung Electronics --a mais valiosa da Ásia-- concorrem ferozmente no mercado mundial de aparelhos móveis, embora a Samsung seja também fornecedora de componentes à Apple.

"A Samsung opera em mais segmentos que a Apple e isso deve permitir que capture mais volume que a Apple (desde que esta não lance um iPhone Mini neste ano)", afirmou Mawston.

(Por Hyunjoo Jin)

 
Pesquisa afirma que Samsung vai ampliar sua vantagem sobre a Apple nas vendas de smartphones neste ano. 06/07/2012 REUTERS/Lee Jae-Won