Sindicatos bancários espanhois se preparam para novos cortes

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013 11:38 BRST
 

MADRI (Reuters) - Os sindicatos de trabalhadores do setor bancário da Espanha estão se preparando para milhares de novos cortes de empregos neste ano, começando com demissões no Santander após fusão com a subsidiária Banesto.

Os sindicatos disseram nesta sexta-feira que esperam entre 3 mil e 4 mil cortes de trabalho como resultado da fusão e que iriam se reunir na próxima semana com o banco.

Com 6 mil empregos eliminados no Bankia e milhares de demissões em outros bancos nacionalizados, o ano começou com um comunicado sombrio para muitos trabalhadores na Espanha, onde 25 por cento da força de trabalho já está desempregada.

Somente no setor financeiro, os sindicatos bancários estimam a perda de 12 mil postos de trabalho neste ano, além dos cerca de 35 mil cortados desde meados de 2008 quando a crise do setor imobiliário na Espanha começou a afetar a indústria financeira.

No mês passado, o Santander anunciou seus planos para absorver totalmente o Banesto, fundado há 110 anos, fechando 700 agências para reduzir os custos e ajudar a se posicionar para qualquer nova crise no conturbado setor bancário espanhol.