Soja se recupera na CBOT após atingir mínima de seis semanas

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013 10:38 BRST
 

CINGAPURA, 7 Jan (Reuters) - Os futuros da soja nos EUA chegaram a subir quase um por cento nesta segunda-feira com compras de oportunidade elevando preços após eles terem atingido uma mínima de seis semanas na sessão anterior com expectativas de uma safra abundante na América do Sul e de uma demanda fraca.

O milho e o trigo ganharam mais de meio por cento cada depois de cair aos menores patamares em seis meses, mas as negociações devem se manter cautelosas antes da divulgação de um importante relatório com projeções de safras pelo Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) na sexta-feira.

Investidores do mercado de soja mantêm atenção redobrada com o movimento dos compradores na China, maior importador global, que tem cancelado pedidos da oleaginosa dos EUA nas últimas semanas após previsões de uma safra melhor no Brasil.

Na semana passada, o USDA disse que a China cancelou pedidos de 315 mil toneladas de soja dos EUA.

"Temos visto um pouco de liquidação na soja e agora há uma demanda dos consumidores finais, o que está resultando em uma recuperação", disse Victor Thianpiriya, estrategista agrícola da ANZ, em Cingapura. "Mas há um pouco de cautela antes do relatório do USDA."

O contrato março da soja na CBOT em Chicago chegou a subir 0,9 por cento no início da segunda-feira. O contrato tinha ganho de 0,54 por cento às 9h20 (horário de Brasília), a 13,965 dólares por bushel, após ter recuado a 13,56 por bushel na sexta-feira, menor nível desde meados de novembro.

O primeiro contrato do milho, para março, tinha ganhos de 0,62 por cento, a 6,845 dólares por bushel. O trigo para março ganhava 0,5 por cento, a 7,5125 dólares por bushel.

O relatório do USDA vai apresentar a estimativa final da safra de soja e milho de 2012.

(Reportagem de Naveen Thukral)