Geração térmica eleva encargo na energia a novo recorde em dezembro

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013 16:32 BRST
 

SÃO PAULO, 7 Jan (Reuters) - A geração de energia termelétrica no sistema brasileiro deverá influenciar para que o Encargo de Serviços ao Sistema (ESS) seja de 929,2 milhões de reais em dezembro --um novo recorde histórico--, segundo cálculos da Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres (Abrace), que sugere racionamento voluntário de energia.

"A Abrace entende que pode ser considerada a possibilidade de redução voluntária da demanda para diminuição do consumo, para reduzir os custos globais para todos os consumidores, como vem sendo estudado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS)", informou em nota.

Já a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) calcula, também utilizando dados do ONS, disse que o encargo possa ter sido ainda maior --de cerca de 942,2 milhões de reais em dezembro, dos quais 910,3 milhões de reais referem-se à segurança energética.

A alta do encargo é influenciada principalmente pela entrada em operação de todas as termelétricas do país para garantir a segurança no fornecimento de energia aos consumidores, diante das chuvas escassas que têm resultado em um baixo nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas e preocupações quanto a um possível racionamento de energia no país.

Caso a estimativa da Abrace se confirme, o ESS será de 2,7 bilhões de reais em 2012, informou a associação em nota.

O ESS é cobrado na conta de eletricidade e engloba encargos por restrição operativa, por segurança energética, por ultrapassagem da curva de aversão ao risco e encargos por serviços ancilares. Os dados oficiais de dezembro ainda não estão divulgados.

"É preocupante o fato de não haver uma expansão da capacidade de reserva do sistema elétrico brasileiro proporcional ao seu crescimento", disse o presidente da Abrace, Paulo Pedrosa.

A CCEE calcula que nos primeiros dias de janeiro o ESS acumula quase 80 milhões de reais no mês, conforme informou durante apresentação do informativo InfoPLD, nesta segunda-feira.

(Por Anna Flávia Rochas)