7 de Janeiro de 2013 / às 22:48 / em 5 anos

S&P 500 recua de máxima em 5 anos, com foco em balanços

Por Gabriel Debenedetti

NOVA YORK, 7 Jan (Reuters) - As bolsas norte-americanas perderam terreno nesta segunda-feira, com investidores realizando lucros após ganhos recentes que levaram o S&P 500 a uma máxima em cinco anos, em antecipação a uma temporada de balanços que deve mostrar pequeno crescimento no lucro das empresas.

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, caiu 0,38 por cento, a 13.384 pontos. O índice Standard & Poor’s 500 perdeu 0,31 por cento, para 1.461 pontos, enquanto o termômetro de tecnologia Nasdaq recuou 0,09 por cento, para 3.098 pontos.

As ações do setor financeiro caíam após um grupo de grandes bancos norte-americanos concordar em pagar um total de 8,5 bilhões de dólares para encerrar uma investigação sobre irregularidades na execução de hipotecas.

O índice bancário KBW, que mede papéis do setor, encerrou em queda de 0,34 por cento.

Outros setores também foram atingidos, sobretudo energia e serviços públicos. O índice do setor energético do S&P 500 perdeu 0,82 por cento, enquanto o similar de serviços públicos recuou 1,14 por cento.

O declínio veio uma sessão após o S&P 500 fechar em sua máxima em cinco anos, impulsionado por um acordo orçamentário nos EUA e fortes indicadores econômicos. Na semana passada, o índice acionário acumulou alta de 4,6 por cento, maior ganho semanal em mais de um ano.

“(O movimento) É um pouco de eliminar riscos antes da temporada de balanços. Você não vai ver nada tão bom nos resultados”, afirmou o operador sênior de ações do Cabrera Capital Markets em Boston, Larry Peruzzi.

Espera-se que os resultados sejam apenas um pouco melhores do que os registrados no trimestre anterior, e as estimativas atuais de analistas estão bem abaixo daquelas feitas em outubro passado. O crescimento nos lucros no quarto trimestre em relação ao anterior é estimado em 2,8 por cento, de acordo com dados da Thomson Reuters.

A produtora de alumínio Alcoa dá início à temporada de balanços com o anúncio de seus resultados após o fechamento dos mercados na terça-feira. Os papéis da companhia caíram 1,7 por cento, para 9,10 dólares, nesta segunda-feira.

Dez bancos que trabalham com hipotecas --incluindo Bank of America, Citigroup, JPMorgan e Wells Fargo-- concordaram nesta segunda-feira em pagar um total de 8,5 bilhões de dólares para encerrar uma investigação envolvendo problemas na execução de hipotecas.

Em divulgação separada, o Bank of America também anunciou que vai pagar 3,6 bilhões de dólares a empresa de financiamento hipotecário Fannie Mae para encerrar disputas relacionadas a empréstimos hipotecários.

O banco também firmou acordos com a Nationstar Mortgage Holdings e a Walter Investment Management para vender cerca de 306 bilhões de dólares em direitos de hipotecas residenciais.

Os papéis do BofA caíram 0,2 por cento, para 12,09 dólares, enquanto os da Nationstar Mortgage Holdings saltaram 16,8 por cento, para 38,83 dólares.

Os papéis da fabricante de aeronaves Boeing, por sua vez, perderam 2 por cento depois de um modelo 787 Dreamliner sem passageiros a bordo pegar fogo no Aeroporto Internacional de Boston, nos EUA, enquanto estava estacionado em um portão.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below