9 de Janeiro de 2013 / às 20:28 / 5 anos atrás

Ibovespa sobe com ajuda de setor elétrico e exterior

Por Danielle Assalve

SÃO PAULO, 9 Jan (Reuters) - O principal índice acionário da Bovespa avançou nesta quarta-feira, ajudado pelo cenário externo positivo e pela recuperação de companhias elétricas, após o governo voltar a descartar as chances de racionamento de energia no país.

O Ibovespa subiu 0,74 por cento, a 61.578 pontos, depois de três pregões consecutivos de perdas. O giro financeiro do pregão foi de 7,11 bilhões de reais.

Apesar do avanço, o analista João Luiz Piccioni, da Petra Asset, destacou que o mercado só deve conseguir definir um rumo mais claro a partir de fevereiro.

“Os investidores vão mostrar um pouco de cautela até lá, quando começam a sair os balanços das empresas brasileiras do quarto trimestre e a questão do limite da dívida dos Estados Unidos volta com força”, avaliou.

O destaque desta quarta-feira foi a recuperação do setor elétrico após quatro dias de baixa, com o governo voltando a descartar a possibilidade de racionamento de energia, apesar da estiagem que compromete a geração por fonte hídrica.

Comentários do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, nesta tarde deram fôlego adicional ao avanço do setor, que foi liderado pela preferencial da Cesp, que subiu 6,72 por cento, a 18,90 reais.

Analistas do JP Morgan destacaram em relatório que as ações da Cesp estariam entre as beneficiadas no curto prazo num cenário de preço maior de energia no mercado spot devido ao acionamento de térmicas.

As ações preferenciais de Cemig e as ordinárias da Light completaram a lista das principais valorizações do Ibovespa, com alta de 5,58 e 4,56 por cento, respectivamente.

Dentre as blue chips, a preferencial da Vale subiu 0,5 por cento, a 40,30 reais, e a da Petrobras teve alta de 0,92 por cento, a 19,68 reais. Já OGX perdeu 0,21 por cento, a 4,82 reais.

Liderando a ponta negativa, Cielo perdeu 3,36 por cento, a 56,15 reais.

Em relatório, analistas do Credit Suisse afirmaram que um potencial menor nível de divulgação de informações pela empresa e expectativa de resultados abaixo do consenso podem motivar realização de lucros no curto prazo.

Na cena externa, investidores mostraram maior apetite por ativos de risco, embora ainda com cautela, após a gigante do setor de alumínio Alcoa ter aberto a temporada de balanços dos Estados Unidos traçando um cenário otimista para a demanda global.

Em Wall Street, o índice Dow Jones subia 0,31 por cento e o S&P 500 avançava 0,16 por cento às 18h22. Mais cedo, o europeu FTSEurofirst 300 fechou alta de 0,67 por cento.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below