Ações asiáticas caem após anúncio de dados da inflação chinesa

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 07:56 BRST
 

TÓQUIO, 11 Jan (Reuters) - As ações asiáticas fecharam em queda nesta sexta-feira resultado de investidores embolsando lucros após a China divulgar aceleração da inflação ao consumidor.

A perdas, no entanto, foram amenizadas por uma melhora na previsão das economias globais enquanto o iene caiu devido a expectativas renovadas de uma flexibilização monetária no Japão.

A taxa anual de inflação ao consumidor da China acelerou para 2,5 por cento em dezembro, a maior em sete meses, puxada pela alta de preços de alimentos, ficando acima das expectativas e reduzindo a margem de manobra do banco central para afrouxar a política monetária.

O índice MSCI de ações da Ásia-Pacífico, excluindo o Japão, operava em queda de 0,3 por cento às 7h52 (horário de Brasília), anulando os ganhos da manhã que levaram o índice próximo ao seu maior nível desde agosto de 2011, alcançado na semana passada. O índice deve encerrar a semana praticamente estável após iniciar a primeira semana de 2013 com um salto de 2,4 por cento.

As ações de Xangai caíram 1,78 por cento, arrastando a bolsa de Hong Kong para o território negativo, em baixa de 0,39 por cento. As ações australianas fecharam em queda de 0,29 por cento.

"Não é o fim do mundo. Essa alta na inflação é um gatilho para alguma realização de lucro. Nós estamos em uma fase de consolidação", disse o estrategista-chefe do Bank of Communication International, Hong Hao.

O índice Nikkei, do Japão, fechou em alta de 1,4 por cento. Os mercados financeiros japoneses ficarão fechados na segunda-feira para um feriado.

O índice de Seul encerrou em queda de 0,50 por cento. A bolsa de Taiwan avançou 0,10 por cento, enquanto o índice referencial de Cingapura retrocedeu 0,3 por cento.

(Por Chikako Mogi)