American Express vai eliminar 5.400 empregos neste ano

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 08:29 BRST
 

11 Jan (Reuters) - A American Express cortará cerca de 5.400 postos de trabalho, ou 8,5 por cento do quadro de funcionários, em meio à reestruturação de suas operações e ao pagamento de despesas legais, informou a processadora de cartões de crédito.

A decisão custará cerca de 600 milhões de dólares em encargos no quarto trimestre, depois de impostos, o que deve reduzir o lucro líquido pela metade.

Perto de 300 milhões de dólares dos encargos serão destinados a reestruturaçào, principalmente na divisão de viagens, para economizar recursos e se adaptar ao fato de que cada vez mais os consumidores agendam viagens via Internet ou celulares, em vez de utilizar agentes de viagem.

A outra metade dos encargos se destina a maiores custos com clientes resgatando recompensas pelo uso dos cartões, além de 153 milhões de dólares para reembolsar clientes que foram cobrados em excesso ou tiveram benefícios alterados.

A companhia informou que os cortes ocorrerão ao longo do ano, apesar de a empresa estar contratando outros funcionários e investindo em mais serviços online.

O atual quadro de funcionários, de 63.500 pessoas, será de 4 a 6 por cento menor até o fim deste ano.

Na noite de quinta-feira, a American Express apresentou lucro de 0,56 dólar por ação para o quarto trimestre, aquém da expectativa média de analistas, que projetavam ganho de 1,06 dólar por ação, segundo dados da Thomson Reuters I/B/E/S.

(Por David Henry e Jochelle Mendonca)