Aneel fará até fim do mês revisão para reduzir tarifas--Hubner

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013 12:04 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) votará até o fim deste mês a revisão extraordinária das tarifas das distribuidoras que levará a uma redução média de 20 por cento das contas de energia, disse nesta segunda-feira o diretor-geral da agência, Nelson Hubner.

Assim, segundo ele, a redução das tarifas entrará em vigor em 5 de fevereiro, como está previsto no cronograma oficial da Aneel.

A redução da tarifas ocorrerá por meio do corte de encargos setoriais, aportes do Tesouro Nacional e diminuição da remuneração de ativos de geração e transmissão que terão suas concessões renovadas antecipadamente.

Segundo Hubner, a divisão das cotas de energia das usinas renovadas já foi calculada pela Aneel, mas será aprovada junto com a revisão extraordinária das tarifas.

No cronograma inicial, a homologação dessas cotas ocorreria até o próximo dia 20. "Mas faremos tudo junto", disse Hubner, referindo-se à revisão das tarifas.

Para alcançar os 20 por cento de redução tarifária, o Tesouro ainda terá de fazer aportes adicionais, além dos 3,3 bilhões de reais anuais previstos inicialmente. Isso ocorrerá para compensar a não adesão das usinas de empresas como Cemig, Cesp e Copel ao processo de renovação.

(Por Leonardo Goy)