Vendas globais da GM sobem 2,9% por forte demanda da marca Chevy

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013 12:48 BRST
 

DETROIT, 14 Jan (Reuters) - As vendas globais da General Motors subiram 2,9 por cento no ano passado, impulsionadas por uma demanda recorde da marca Chevrolet, especialmente nos Estados Unidos e na China.

A montadora norte-americana disse nesta segunda-feira que suas vendas globais totalizaram 9,28 milhões de veículos, volume maior que os 9 milhões registrados em 2011.

As operações internacionais, dominadas pela China, tiveram o maior aumento, de 10,1 por cento, com mais de 3,61 milhões de unidades vendidas. A GM é a líder do mercado chinês.

A GM e suas joint ventures chinesas venderam quase 2,84 milhões de carros e caminhões no ano passado, uma alta de 11,3 por cento em 2011. As vendas domésticas da Shangai GM subiram 10,9 por cento para o volume recorde de 1.331.022 veículos.

As vendas para a região da América do Norte, segundo maior mercado da montadora, subiram 3,2 por cento, para cerca de 3,02 milhões de veículos no ano passado. A marca Chevy foi responsável por 71 por cento das vendas nos Estados Unidos no ano passado.

Na Europa, onde a unidade deficitária Opel está lutando para reestruturar suas operações, as vendas caíram 8,2 por cento, para quase 1,61 milhão de veículos, enquanto as vendas na América do Sul caíram 1,9 por cento, para quase 1,05 milhão de veículos.

As vendas globais da marca Chevy subiram cerca de 4 por cento para um volume recorde de 4,95 milhões de carros e caminhões no ano passado. Os mercados com os melhores desempenhos incluem o México, com uma alta de 10 por cento, para 179 mil veículos, os Estados Unidos, com crescimento de 8 por cento, para 1,85 milhão de unidades, e a China, com uma alta de 5,4 por cento e 627 mil veículos.

(Por Ben Klayman)