Ações caem, mas bolsa do Japão fecha em alta

terça-feira, 15 de janeiro de 2013 07:57 BRST
 

TÓQUIO, 15 Jan (Reuters) - As ações japonesas subiram, atingindo máximas de 32 meses nesta terça-feira, impulsionadas por uma queda do iene no dia anterior, na medida em que crescem as expectativas de que o Banco do Japão (banco central) anunciará medidas de flexibilização monetária por pressão política.

Outros mercados asiáticos oscilaram, com o índice MSCI de ações da Ásia-Pacífico, excluindo as do Japão, caindo 0,23 por cento, às 7h49 (horário de Brasília), puxado por uma queda de 1,53 por cento nas ações do setor de tecnologia.

O indicador foi afetado também por uma queda de 1,16 por cento nas ações sul-coreanas, atingido por perdas nos fornecedores da Apple, após reportagens afirmarem que a fabricante do iPhone havia cancelado encomendas de telas e outros componentes devido a uma demanda fraca.

Os fornecedores da companhia norte-americana em Taiwan também causaram a queda de 0,75 por cento nas ações de Taipé, a primeira perda do índice em cinco sessões.

"Investidores (do mercado de Seul) estão realizando lucros no setor de tecnologia, que fizeram rali nos últimos dois meses, enquanto adquiriam ações de montadoras, que tiveram baixo desempenho", disse o analista Kim Soo-young, da KB Investment & Securities.

As ações de Tóquio foram o destaque da sessão, com o índice Nikkei fechando em alta de 0,72 por cento.

As ações de Hong Kong caíram 0,14 por cento, após atingirem uma máxima de 19 meses. Mas a bolsa de Xangai fechou em alta de 0,60 por cento, atingindo a máxima de seis meses, impulsionada por ações financeiras.

Cingapura retrocedeu 0,33 por cento, e Sydney fechou com desvalorização de 0,07 por cento.

(Por Chikako Mogi)