ANÁLISE-Antes confiável, setor de tecnologia derruba lucros dos EUA

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013 10:54 BRST
 

Por Caroline Valetkevitch

16 Jan (Reuters) - Na atual temporada de balanços financeiros, o setor de tecnologia dos Estados Unidos vem ocupando uma posição incomum, a de arrastar para baixo os resultados das grandes empresas norte-americanas, em vez de elevá-los.

Wall Street antecipa que a receita do setor de tecnologia no quarto trimestre tenha caído em 1,1 por cento sobre um ano antes, a primeira queda desde o terceiro trimestre de 2009, ainda que mantenha projeção de alta para os lucros das empresas que integram o índice S&P 500.

As fabricantes de chips devem estar entre as companhias com pior desempenho, diante de vendas de computadores inferiores às esperadas. A demanda internacional fraca e a preocupação quanto à crise fiscal dos EUA também podem estar entre as causas do baixo investimento empresarial em tecnologia.

"A falta de crescimento econômico que vimos na Europa, a desaceleração nos mercados emergentes... isso colocou pressão considerável, especialmente sobre a tecnologia", disse o vice-presidente de investimento em ações na corretora Charles Schwab, Omar Aguilar, em San Francisco.

As ações de tecnologia vêm encontrando dificuldades recentemente e, se a fraqueza se agravar, os números podem prejudicar as projeções que muitos estrategistas têm para o mercado de ações norte-americano em 2013.

Mas alguns investidores e analistas dizem que os números fracos do quarto trimestre já foram incorporados aos preços de muitas ações de tecnologia e que seus valores atuais são atraentes.

Analistas do Bank of America Merrill Lynch escreveram em nota nesta semana que as ações de tecnologia estão subvalorizadas em cerca de 32 por cento, mais que as de qualquer outro setor, com base na relação preço/lucro projetada atualmente.

Todos os setores da tecnologia --exceto o de serviços de informática-- estão sendo negociados bem abaixo de seus níveis históricos de preços, segundo a nota.   Continuação...