Duas termelétricas da MPX adicionarão 680 MW ao sistema

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013 13:32 BRST
 

BRASÍLIA, 16 Jan (Reuters) - Duas termelétricas da MPX adicionarão 680 megawatts (MW) ao sistema elétrico nacional até o fim de fevereiro, segundo disse o empresário Eike Batista, acionista controlador da companhia, a jornalistas nesta quarta-feira.

Eike falou ao chegar no Ministério de Minas e Energia para uma reunião na qual mostrará ao ministro Edison Lobão o que o grupo pode fazer para produzir mais energia no país.

"Temos vários projetos, plantas, que estão entrando agora e que vão integrar o parque brasileiro para ajudar a não ter racionamento. Não vai ter", disse o empresário.

A energia que entra até fevereiro virá de quatro turbinas a gás natural de 170 MW cada, duas em cada usina -- Maranhão III e Maranhão IV. Metade dessa energia entrará no sistema em janeiro e a outra metade no mês seguinte.

O empresário reiterou que a mineradora do grupo MMX vai recorrer da autuação da Receita Federal, que cobrou 3,75 bilhões de reais da companhia por Imposto de Renda e Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) referentes a 2007 e que não teriam sido recolhidos. Ele destacou ainda que a empresa está, neste momento, fazendo uma capitalização de cerca de 1,3 bilhão de reais, iniciada na segunda-feira e que se estenderá até o dia 18.

Eike também afirmou que o grupo está analisando a possibilidade de investir no gás de xisto, já que o governo anunciou que até o final do ano licitará áreas dessa modalidade de exploração.

(Por Leonardo Goy)