Setores bancário e de telefonia lideram ranking do Procon-SP em 2012

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013 15:35 BRST
 

SÃO PAULO, 16 Jan (Reuters) - O setor bancário foi responsável pelo maior número de reclamações na Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) no Estado de São Paulo no ano passado, seguido pelo de telefonia móvel, conforme dados divulgados nesta quarta-feira.

O setor bancário foi alvo de 35.012 atendimentos em 2012, enquanto o de telefonia móvel demandou 28.332.

Já entre as empresas que mais geraram reclamações, o Itaú Unibanco liderou a lista, com 10.306 demandas e o grupo Vivo Telefônica ficou em segundo, com 9.683.

Segundo o Procon, os maiores problemas enfrentados pelo consumidor, no caso do setor bancário, foram cobrança de valores não reconhecidos em faturas de cartões de crédito e conta corrente, e cobrança de tarifas, especialmente as relacionadas a financiamento de veículos.

Já em telecomunicações as principais reclamações estão relacionadas ao não cumprimento dos pacotes ofertados, à inoperância do serviço e, especialmente, à dificuldade de cancelamento do serviço.

Na sequência da lista de empresas ficaram Grupo Claro, Bradesco, TIM e Santander Brasil.

Em nota, a Claro disse que "tem trabalhado para a melhoria contínua da qualidade dos seus serviços prestados aos consumidores... e continua realizando fortes investimentos em tecnologias e em novas plataformas para proporcionar um melhor atendimento ao consumidor".

O Bradesco, enquanto isso, afirmou que tem investido em treinamento de funcionários, "fundamental para a qualidade do atendimento", e em infraestrutura, e que adotou as medidas necessárias com as áreas internas envolvidas nas manifestações, "a fim corrigir eventuais falhas".

Já a TIM disse que teve mais de 80 por cento das demandas resolvidas e que em 2013 "continuará direcionando seus esforços para a redução das reclamações em todos os canais de relacionamento com o consumidor".   Continuação...