Conservadores gregos empatam com opositores em pesquisa

sábado, 19 de janeiro de 2013 13:11 BRST
 

ATENAS, 19 Jan (Reuters) - Os conservadores na Grécia continuam a obter o mesmo nível de apoio que os esquerdistas que são contra o pacote de auxílio da União Europeia, de acordo com duas pesquisas divulgadas neste sábado e que também mostraram que dois terços dos cidadãos creem que o país está indo na direção errada.

Uma pesquisa do instituto VPRC para o jornal Syntakton mostrou que o apoio ao partido Nova Democracia, do primeiro-ministro Antonis Samaras, está em 29,5 por cento, empatado com o SYRIZA, da oposição.

Outra pesquisa, feita pela Metron Analysis para o jornal semanal Ependytis mostrou que o apoio ao Nova Democracia está em 27,8 por cento, contra 28 por cento do SYRIZA.

Os conservadores ficaram atrás do SYRIZA por meses nas pesquisas de opinião após a eleição de junho, mas uma sondagem de 11 de janeiro, feita pelo Public Issue, mostrou que a legenda empatou na preferência com os esquerdistas pela primeira vez em vários meses.

"A coalizão dos três partidos parece estar reconquistando terreno após a decisão do Eurogroup, de dezembro, ter garantido o pagamento de uma fatia do auxílio", afirmou o jornal Ependytis.

"Mas a legenda ainda enfrenta uma opinião pública cuja uma maioria de 64 por cento sente que o país está indo na direção errada."

Na pesquisa do instituto VPRC, esse número está em 67 por cento.

Atenas esteve em negociação com seus credores internacionais por meses sobre um pacote de austeridade para colocar a economia no caminho de evitar a bancarrota, antes de uma nova ajuda finalmente ser liberada em dezembro.

De acordo com ambas as pesquisas, o partido Aurora Dourada, de extrema direita, continua na terceira posição, com 10,7 por cento a 12 por cento da preferência.   Continuação...

 
Partido conservador Nova Democracia, do atual primeiro-ministro Antonis Samaras, está empatado com o opositor SYRIZA. Pesquisa mostrou ainda que dois terços dos gregos acreditam que país vai na direção errada. 09/01/2013 REUTERS/John Kolesidis