Ações asiáticas se afastam de máximas antes de reunião do BC japonês

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013 07:51 BRST
 

TÓQUIO, 21 Jan (Reuters) - As ações asiáticas se afastaram das máximas de vários meses e o iene se firmou após atingir uma nova mínima nesta segunda-feira em um mercado com operações volumosas antes do anúncio da decisão do Banco do Japão (banco central) sobre a política monetária.

O índice MSCI de ações asiáticas, excluindo as do Japão, operava em leve queda de 0,13 por cento às 7h47 (horário de Brasília), apesar de sinais de resistência na Austrália, Hong Kong e Xangai.

O índice renovou uma máxima de 17 meses e meio atingida na sexta-feira, após um rebote nas ações globais geradas por dados otimistas dos Estados Unidos e da China, assim como sinais de progresso nas negociações orçamentárias norte-americanas.

"Os mercados asiáticos estão confusos sem nenhum tema dominante em foco", disse o analista de mercado Stan Shamu, da IG Markets. "Não há nenhum dado a ser anunciado na região então temos que contar com o cenário do fim de semana para definir uma direção".

As ações australianas subiram 0,13 por cento, chegando a uma máxima de 20 meses e a bolsa de Hong Kong caiu 0,05, tendo atingido uma máxima de 19 meses e meio. Mas o fraco desempenho em bolsas menores, como uma queda de 2,3 por cento nas ações da Malásia, arrastou o índice pan-asiático.

A reunião de dois dias do Banco do Japão, que será concluída na terça-feira, atraiu atenção de operadores de diversos mercados, com os ganhos do won sul-coreano contra o iene levando o índice Kospi a uma leve queda de 0,05 por cento.

O índice de Tóquio, Nikkei, caiu 1,52 por cento. Investidores realizaram lucro após o ralli de 2,9 por cento na sexta-feira, seu maior ganho em 22 meses. O Nikkei registrou 10 semanas seguidas de ganhos, a série mais longa desde 1987.

O índice de Taiwan tombou 0,10 por cento, enquanto o índice referencial de Xangai ganhou 0,48 por cento. A bolsa de Cingapura avançou 0,31 por cento.

(Por Chikako Mogi)