21 de Janeiro de 2013 / às 11:13 / 5 anos atrás

China aprofundará reformas de taxa de juros e do câmbio--premiê

Premiê chinês, Wen Jiabao, posa durante foto em grupo na cúpula ASEAN-China no Palácio da Paz, no Cambódia. A China vai avançar com reformas dos sistemas da taxa de juros com base no mercado e do regime cambial, afirmou o primeiro-ministro, Wen Jiabao. 19/11/2012 REUTERS/ Samrang Pring

PEQUIM, 21 Jan (Reuters) - A China vai avançar com reformas dos sistemas da taxa de juros com base no mercado e do regime cambial, afirmou o primeiro-ministro, Wen Jiabao, segundo a rádio estatal nesta segunda-feira.

As declarações de Wen, que reafirmou a posição oficial, veio depois de o banco central lançar uma nova ferramenta de liquidez de curto prazo em suas operações de mercado aberto, o que analistas dizem que pode ajudar em seu movimento gradual para um regime de taxa de juros com base no mercado.

“Vamos avançar de forma regular com a liberalização da taxa de juros com base no mercado e melhorar o mecanismo de formação da taxa cambial do renminbi (iuan), ao mesmo tempo em que expandiremos os negócios internacionais do renminbi para gradualmente conceber a convertibilidade da moeda na conta de capital”, disse Wen durante visita ao banco central.

Wen também destacou os desafios enfrentados pelo setor financeiro da China e cobrou a prevenção de riscos financeiros para manter a estabilidade.

Os comentários do primeiro-ministro foram feitos após promessa do banco central do país de acelerar o ritmo de reformas e da abertura do setor financeiro este ano, ao mesmo tempo em que evita riscos sistêmicos.

A China também vai acelerar o desenvolvimento de instituições financeiras privadas e aprofundar inovações baseados no mercado para construir um sistema financeiro moderno.

O Banco Central da China anunciou na sexta-feira que vai lançar uma nova ferramenta de liquidez de curto prazo e permitir que 12 dealers primários participem de leilões de recompra de títulos. Os operadores seriam autorizados a negociar diariamente.

O banco central tem adotado gradualmente nos últimos anos medidas que liberalizam empréstimos bancários e taxas de depósito.

Ele se comprometeu a manter sua política monetária “prudente” este ano, mantendo o crescimento apropriado do crédito.

Reportagem de Aileen Wang e Kevin Yao

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below