Gol corta oferta e aumenta tarifas em dezembro

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013 11:31 BRST
 

SÃO PAULO, 21 Jan (Reuters) - A companhia aérea Gol cortou oferta de assentos e elevou preços de passagens em dezembro, em meio a uma estratégia de melhora de sua rentabilidade num cenário de crescimento menor da demanda, altos preços de combustíveis e câmbio desfavorável.

A empresa, que em novembro anunciou o fechamento da Webjet, comprada um ano antes, registrou em dezembro uma alta anual de 7 por cento no indicador de tarifa yield líquido, para entre 23 e 23,5 centavos de real. O yield representa o valor médio pago por um passageiro para voar um quilômetro.

Já no quarto trimestre, a empresa teve yield cerca de 5 por cento maior na comparação anual, para entre 21,9 e 22,4 centavos de real.

Segundo a companhia, a oferta de lugares em suas aeronaves foi cortada em 21 por cento nos voos domésticos em dezembro na comparação anual, enquanto a demanda recuou 13,9 por cento. Em voos internacionais, oferta e demanda cresceram 13,9 e 10,8 por cento, respectivamente, na mesma base.

Com isso, a receita por assento ofertado (prask, na sigla em inglês) cresceu 14 por cento em dezembro sobre o mesmo período de 2011 e avançou 11 por cento no trimestre. "Esse aumento ocorreu em função do movimento de racionalização de oferta no mercado doméstico iniciada em março de 2012 pela Gol."

Mais cedo, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que a demanda brasileira por voos cresceu 6,79 por cento em 2012, no pior resultado para o setor desde 2003, enquanto a oferta da indústria avançou 2,72. .

Às 11h01, as ações da Gol recuavam 1,15 por cento, a 14,63 reais. O Ibovespa mostrava oscilação negativa de 0,22 por cento.

A Gol informou que o preço de combustível e lubrificantes em dezembro subiu cerca de 25 por cento sobre o mesmo mês de 2011. No quarto trimestre, houve crescimento de 20 por cento dessas despesas na comparação anual.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

 
Gol cortou oferta de assentos e aumentou preços de passagens em dezembro como parte de estratégia para aumentar rentabilidade. 11/07/2011 REUTERS/Nacho Doce