Crédit Agricole quer cortar até US$266 mi em custos--jornal

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013 11:07 BRST
 

PARIS (Reuters) - O Crédit Agricole está trabalhando em um plano para cortar entre 150 milhões e 200 milhões de euros (199 milhões a 266 milhões de dólares) em custos até 2015 em sua unidade corporativa e de banco de investimento, segundo a publicação francesa l'Agefi.

Um programa de cortes de empregos não será incluído no plano, que surge após o banco demitir 1.750 funcionários no ano passado, afirmou a publicação sem citar fontes. O grupo vai se livrar de certas atividades, manter esforços de terceirização e encorajar alguns empregados a se aposentarem mais cedo.

Representantes do terceiro maior banco da França não puderam ser imediatamente contatados sobre o assunto.

Como outros bancos, o Crédit Agricole tem vendido ativos e racionalizado seus negócios para atender a maiores exigências de capital após a crise financeira de 2008. O banco foi forçado a assumir 1,96 bilhão de euros em baixas contábeis relacionadas à venda da unidade grega Emporiki Bank, em novembro.