Ryanair vê desaceleração no crescimento de passageiros em 2013

terça-feira, 22 de janeiro de 2013 12:08 BRST
 

ROMA, 22 Jan (Reuters) - A Ryanair, maior empresa aérea de baixo custo da Europa, espera que o crescimento de passageiros desacelere em 2013, enquanto reduz voos de curta distância em alguns mercados devido às taxas aeroportuárias mais altas, disse o presidente-executivo da companhia à Reuters nesta terça-feira.

"Eu acho que o crescimento será mais lento neste ano", disse Michael O'Leary, prevendo que o número de passageiros aumentaria de 3 a 4 por cento para até 82,5 milhões no ano que termina em março de 2014.

Isso comparado a um crescimento esperado de 4,2 por cento no ano financeiro da companhia aérea irlandesa que termina em março de 2013.

"O verão este ano será praticamente estável, a maior parte do crescimento vai acontecer no inverno de 2013-14", disse O'Leary.

A Ryanair ainda está em conversações com a Comissão Europeia sobre uma proposta para assumir o controle da rival irlandesa Aer Lingus, mas O'Leary disse que espera que a Comissão dê uma luz verde.

"Nós não esperamos que isso seja alvo de apelações, porque vai ser muito difícil a Comissão rejeitar este pacote de contrapartidas, que são transformadoras e revolucionárias", disse O'Leary, referindo-se às concessões que a Ryanair tem proposto em uma tentativa de resolver problemas de concorrência.

(Por Naomi O'Leary)

 
Passageiros embarcam em aeronave da Ryanair no aeroporto de Girona, na Espanha. A maior empresa aérea de baixo custo da Europa espera que o crescimento de passageiros desacelere em 2013, enquanto reduz voos de curta distância em alguns mercados devido às taxas aeroportuárias mais altas, disse o presidente-executivo da companhia à Reuters nesta terça-feira. 20/09/2012 REUTERS/Albert Gea