Ações europeias fecham estáveis, derrubadas por telecoms francesas

terça-feira, 22 de janeiro de 2013 15:39 BRST
 

LONDRES, 22 Jan (Reuters) - As ações europeias fecharam estáveis nesta terça-feira após uma sessão instável, com a perspectiva de uma guerra de preços no setor de telecomunicações francês equilibrando sinais de melhora econômica na Alemanha.

As ações da France Telecom, Vivendi e Bouygues recuaram entre 4,6 por cento e 3,9 por cento após o chefe da operadora de telefonia móvel SFR, da Vivendi, anunciar que reduzirá os preços em até 25 por cento.

A France Telecom, Vivendi e Bouygues perderam entre 4,6 por cento e 3,9 por cento após o chefe da operadora de celular SFR, da Vivendi, ter anunciado redução de preços de 25 por cento.

Mas os dados do aumento da confiança de analistas e investidores alemães que atingiu o maior nível em mais de dois anos e meio em janeiro equilibraram o jogo. O indicador registrou forte alta pelo segundo mês consecutivo em janeiro num sinal de que a crise da zona do euro não está exercendo tanto peso sobre a maior economia da Europa quanto no fim de 2012.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, encerrou praticamente estável com variação negativa de 0,01 por cento, a 1.166 pontos, anulando perdas anteriores após vendas técnicas que começaram com o índice de blue chips alemãs DAX.

A estabilidade deixa o índice poucos pontos abaixo de uma máxima em dois anos de 1.170 pontos atingida em 10 de janeiro, após um início robusto de 2013, que viu o índice avançar 2,8 por cento.

"(O ZEW) ajudou os mercados a subir um pouco, mas acho que muitos dos índices aguardando para ver onde os mercados estão mais ou menos digerindo os grandes ganhos", disse o chefe de pesquisa do BNP Paribas Fortis Global Markets, Philippe Gijsels. "Além disso, os mercados estão esperando resultados corporativos nos Estados Unidos."

As empresas de tecnologia Google, IBM e Texas Instruments devem publicar seus balanços após o fechamento de Wall Street, e a Apple anunciará seus resultados na quarta-feira.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 0,03 por cento, a 6.179 pontos.   Continuação...