January 22, 2013 / 8:38 PM / 4 years ago

Ibovespa tem 3a queda consecutiva; Oi lidera perdas

3 Min, DE LEITURA

Por Danielle Assalve

SÃO PAULO, 22 Jan (Reuters) - O principal índice acionário da Bovespa recuou pelo terceiro pregão consecutivo nesta terça-feira, com as ações da Oi liderando as perdas após repentina mudança no comando do grupo de telecomunicações.

O Ibovespa caiu 0,34 por cento, a 61.692 pontos. O giro financeiro do pregão foi de 6,44 bilhões de reais, abaixo da média diária do ano, de 7,3 bilhões de reais.

"O mercado está querendo enxergar um ano melhor, mas ainda estamos vendo poucas apostas mais pronunciadas em bolsa", disse o economista Daniel Cunha, da XP Investimentos em São Paulo.

Em um pregão misto nas principais praças internacionais, o noticiário corporativo doméstico se encarregou de ditar o rumo da bolsa paulista nesta sessão.

As ações da Oi lideraram as perdas do Ibovespa --a preferencial perdeu 7,9 por cento, a 8,01 reais, enquanto a ordinária recuou 6,6 por cento, a 9,00 reais.

O mercado reagiu mal à notícia de que a Oi nomeou seu então presidente do Conselho de Administração, José Mauro Carneiro da Cunha, como presidente-executivo, em substituição a Francisco Valim, que ficou um ano e meio à frente do grupo.

Fonte a par do assunto disse à Reuters que Carneiro da Cunha será interino no cargo e que a Oi buscará um novo presidente-executivo no mercado, após a empresa obter resultados aquém do esperado pelos sócios sob o comando de Valim.

A preferencial da Usiminas também pesou no mercado, com queda de 6,1 por cento. Analistas do BTG Pactual rebaixaram a recomendação para as ações da siderúrgica de "neutra" para "venda" em relatório nesta terça-feira.

Dentre as blue chips, OGX recuou 3,25 por cento, a 4,77 reais. Já as preferenciais da Petrobras subiram 0,98 por cento, a 19,58 reais, e as da Vale tiveram alta de 1,12 por cento, a 39,59 reais.

As ações da Eletrobras lideraram os ganhos do Ibovespa, com destaque para a preferencial B, que subiu 6,2 por cento. Foi o décimo pregão consecutivo de alta para o papel, acumulando valorização de 41,4 por cento desde 8 de janeiro.

Fontes do grupo Eletrobras afirmaram à Reuters que, diante da perspectiva de receitas menores pela renovação de suas concessões, algumas subsidiárias da Eletrobras já iniciaram programas de redução de despesas, antes mesmo de o comando da holding aprovar o novo plano de negócios.

Fora do índice, destaque para a alta de 22,36 por cento da CCX, a 3,83 reais, após o bilionário Eike Batista ter manifestado intenção de fechar o capital de sua empresa de carvão, pagando até 4,31 reais por papel.

A unit do Santander Brasil caiu 3,24 por cento, a 14,94 reais, após o presidente mundial do banco espanhol, Emilio Botín, ter rebatido boatos de que a filial do grupo no país esteja à venda.

Em Wall Street, o índice Dow Jones tinha alta de 0,26 por cento às 18h22 (horário de Brasília), enquanto o S&P 500 subia 0,24 por cento. Mais cedo, o principal índice europeu de ações fechou em queda de 0,09 por cento. (Por Danielle Assalve; Edição de Aluísio Alves)

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below