Japão melhora perspectiva econômica em meio a pressão de premiê

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013 08:52 BRST
 

Por Kiyoshi Takenaka

TÓQUIO, 23 Jan (Reuters) - O Japão elevou sua perspectiva sobre a economia pela primeira vez em oito meses nesta quarta-feira, uma vez que o consumo privado se manteve firme e o sentimento empresarial melhorou, em um sinal de que a política do primeiro-ministro Shinzo Abe de afrouxamento e grandes gastos começou a dar efeito.

A melhora nas exportações e as recentes medidas de estímulo econômico devem colocar a economia de volta em um caminho de recuperação, mas uma desaceleração no exterior continua sendo um fator de risco, disse o governo em seu relatório econômico mensal.

Abe pressionou por afrouxamento monetário agressivo e fortes gastos fiscais para superar a persistente deflação, ajudando a pressionar o iene para baixo e impulsionando os preços das ações.

O governo também disse esperar que o Banco Central adote medidas ousadas para cumprir uma meta de inflação de 2 por cento, como parte de uma ação ousada contra a deflação e para reanimar a economia.

"A economia está fraca, mas sinais de que está saindo do fundo do poço podem ser vistos em algumas áreas", disse o relatório.

Isso marca uma melhora em relação ao mês passado, quando o governo disse que o panoram estava enfraquecendo devido a uma desaceleração nas economias internacionais.

O gabinete de Abe aprovou um pacote de estímulo de 10,3 trilhões de ienes (116,3 bilhões de dólares) neste mês, enquanto o BC decidiou optar por um compromisso ilimitado de compra de ativos no próximo ano além de elevar a meta de inflação.

"(O governo) espera que o BC promova um afrouxamento monetário ousado para que a meta de estabilidade de preço seja alcançada o mais rápido possível", mostrou o relatório mensal.