Membros do BC britânico estão certos de que compra de ativos não é necessária

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013 08:52 BRST
 

LONDRES, 23 Jan (Reuters) - Membros do Banco da Inglaterra, banco central britânico, têm dúvidas crescentes sobre a necessidade de reiniciar o programa de compra de ativos, mostrou nesta quarta-feira a ata da reunião de 9 e 10 de janeiro.

Enquanto o integrante do Comitê de Política Monetária (MPC, na sigla em inglês) David Miles manteve seu voto de um modesto aumento no atual volume de 375 bilhões de libras em compras de títulos para 400 bilhões, outros disseram que passaram a ter mais certeza de que isso não é necessário.

O MPC disse que os acontecimentos do último mês foram "modestamente positivos" para a Grã-Bretanha, embora dados de crescimento a serem divulgados na sexta-feira ainda mostravam uma forte desaceleração nos três últimos meses de 2012 após um impulso pós-Olimpíada.

"Embora esses acontecimentos não tenham alterado de forma substancial o balanço de riscos...eles fortaleceram a crença de alguns dos membros (do MPC) de que não são necessárias mais compras de ativos na atual conjuntura", apontou a ata.

A ata de janeiro amplia os sinais crescentes de que o MPC não deve retomar seu programa de compra de ativos a menos que haja uma forte piora da economia global.

(Reportagem de David Milliken e Brenda Goh)