Sindicato de engenheiros da Boeing votarão sobre autorização de greve

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013 12:36 BRST
 

SEATTLE, 23 Jan (Reuters) - Os líderes do sindicato que representa 23 mil engenheiros e trabalhadores técnicos da Boeing disseram na terça-feira que irão decidir em 31 de janeiro se pedem aos seus membros que votem em uma autorização de greve em meio a mais nova oferta de contrato.

A Boeing fez uma oferta final na semana passada que inclui maiores aumentos de salários e nenhuma redução em seguro de saúde, mas haveria a redução dos benefícios de aposentadoria aos futuros trabalhadores.

A Sociedade de Empregados Profissionais de Engenharia em Aerospaço (SPEEA, na sigla em inglês) disse que seus conselhos de negociação iriam realizar reuniões com seus membros antes da votação no final do mês. Eles se encontraram com alguns membros na terça-feira e recomendaram a eles que rejeitem a oferta da Boeing para substituir um acordo de quatro anos que expirou em novembro.

O risco de uma greve ocorre quando a Boeing enfrenta uma investigação do Conselho Nacional de Segurança dos Transportes dos EUA e em meio a uma revisão do design e produção pela Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês) por problemas com sua nova aeronave 787 Dreamliner.

(Por Alwyn Scott)