Ações avançam na Europa; bancos caem por realização de lucros

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013 15:05 BRST
 

PARIS, 23 Jan (Reuters) - As ações europeias fecharam em alta nesta quarta-feira e o principal índice acionário da região caminhou em direção à máxima em dois anos atingida recentemente, embora um surto de realização de lucros com ações de bancos e seguradoras tenha contido o avanço do mercado.

Os resultados corporativos ocuparam os holofotes, com as ações da Unilever ganhando 3,1 por cento após a gigante de bens de consumo registrar vendas melhores do que o esperado, enquanto o papel da Novartis cresceu 4,1 por cento após o grupo suíço de farmacêuticos revelar uma projeção de crescimento de vendas reconfortante.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, fechou com alta de 0,22 por cento a 1.168 pontos, poucos pontos abaixo de um pico de 1.170 pontos atingido há duas semanas, nível não visto desde o início de 2011.

No entanto, o índice de blue chips da zona do euro Euro STOXX 50 caiu 0,31 por cento para 2.708 pontos, derrubado por uma queda em ações de instituições financeiras.

A ação do Societé Générale recuou 3,5 por cento, o papel do Banco Popolare caiu 4,1 por cento e a ação da Aegon perdeu 2,2 por cento. Apesar das perdas do dia, o índice bancário da zona do euro STOXX ainda acumula alta de 10 por cento em 2013, de longe a melhor performance setorial.

"As notícias sobre o âmbito político e macroeconômico são muito raras, então há um pouco de hesitação em levar o mercado a avançar e estamos vendo certa rotação entre setores", disse o operador sênior de vendas do Saxo Bank, Alexandre Baradez.

"Precisamos de algum tipo de grande catalisador positivo, resultados melhores do que o esperado da Apple, por exemplo, ou bons dados macroeconômicos".

A gigante tecnológica dos EUA Apple vai divulgar seus resultados trimestrais mais tarde nesta quarta-feira.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,30 por cento, a 6.197 pontos.   Continuação...