Engenheiro da Boeing se diz confiante de que 787 é seguro

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013 16:24 BRST
 

Por Tim Hepher

DUBLIN, 23 Jan (Reuters) - A Boeing desculpou-se a companhias aéreas nesta quarta-feira pelo cancelamento de voos envolvendo sua frota de 787 Dreamliners e prometeu restaurar a confiança em seu novo jato de passageiros após uma série de incidentes que levaram a uma investigação de segurança e proibição de voos nos Estados Unidos.

O engenheiro-chefe de projetos do programa Boeing 787, Mike Sinnett, disse que a companhia permanece confiante na segurança da aeronave, que foi afastada em todo o mundo por reguladores na semana passada devido a um possível risco de incêndio após dois incidentes envolvendo suas baterias de íon-lítio.

Sinnett falava a uma conferência de aviação em Dublin, que foi fechada à mídia. Uma gravação de suas declarações foi obtida pela Reuters.

"Eu não posso realmente dizer nada sobre o cronograma da investigação. A NTSB (National Transportation Safety Board) é realmente a única autoridade autorizada nos EUA a falar sobre essa investigação e eles fizeram algumas declarações recentemente, mas não posso especular sobre o cronograma", disse Sinnett.

"Nosso comprometimento com nossos clientes continua, o que significa que resolveremos o problema o mais rapidamente possível e reduziremos tanto quanto possível a quantidade de interrupções", acrescentou ele.