PMI preliminar da zona do euro indica melhora econômica

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013 07:27 BRST
 

Por Jonathan Cable

LONDRES, 24 Jan (Reuters) - A economia da zona do euro deu mais um passo para a recuperação este mês uma vez que a taxa de declínio no setor privado do bloco diminuiu mais que o esperado, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) nesta quinta-feira.

A pesquisa, publicada pelo Markit, reforça avaliação do presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, de que o bloco monetário de 17 nações está se beneficiando do "contágio positivo", mas ainda aponta para uma contração econômica no primeiro trimestre de 2013.

O PMI preliminar composto, que analisa cerca de 5.000 empresas e é visto como um bom indicador de crescimento, saltou para 48,2 ante 47,2 em dezembro, superando as expectativas de um aumento para 47,5.

Apesar de o índice ter ficado abaixo da marca 50, que separa crescimento de contração, em 16 dos últimos 17 meses, o Markit informou que os dados sugerem que as condições do bloco estão melhorando.

"Nós não devemos ficar muito pessimistas sobre esses números. Há um ponto de retomada que ocorreu no final do ano passado e no início deste ano, de modo que as coisas estão se acelerando. Qualquer contração é provável que acabe no primeiro semestre", disse Chris Williamson do Markit.

"Mas (o PMI) ainda é consistente com o PIB caindo a uma taxa trimestral de cerca de 0,2 a 0,3 por cento."

A economia da zona euro contraiu no segundo e terceiro trimestres do ano passado, o que significa tecnicamente que o bloco está em recessão, e a expectativa é que o declínio tenha se aprofundado no quarto trimestre.

Uma pesquisa da Reuters publicada na quarta-feira estimou uma contração 0,4 por cento nos últimos meses de 2012 e apenas perspectiva estável para o atual trimestre --com crescimento fraco na melhor das hipóteses até pelo menos meados do próximo ano.   Continuação...