Cumbica busca novas tecnologias para tarifas e check in, diz diretor

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013 11:56 BRST
 

SÃO PAULO, 23 Jan (Reuters) - A Concessionária do Aeroporto de Guarulhos, empresa criada após a concessão do aeroporto próximo a São Paulo em fevereiro de 2012, busca novas tecnologias para obter melhor eficiência na cobrança de tarifas e no atendimento aos usuários, segundo seu diretor de operações e de Tecnologia da Informação (TI).

A Concessionária já adotou algumas mudanças tecnológicas no aeroporto, sendo a principal delas na forma de calcular as tarifas que cobra de lojistas e empresas aéreas, e avalia uma forma de tornar o check in de passageiros totalmente automatizado no terminal 3, que deverá ser inaugurado em abril de 2014, e posteriormente nos demais terminais.

"O aeroporto de Guarulhos possui um conjunto de receitas muito variáveis. Tem receita de taxas de embarque, de uso de recursos por uma aeronave, tem um shopping center aqui dentro", explicou Luiz Ritzmann, em entrevista à Reuters.

A empresa contratou a MetraTech, companhia com sede nos Estados Unidos, para o cálculo da forma de cobrança de aluguel de lojas e restaurantes e das tarifas sobre as empresas aéreas.

"Quando nós entramos aqui, fizemos um primeiro levantamento e entendemos que precisávamos fazer a transformação desse processo", afirmou o executivo.

"Decidimos buscar uma solução que fosse flexível para a criação de regras de cálculo de preço, que fosse capaz de trabalhar com regras de cálculo complexas, e que pudesse nos trazer a flexibilidade para a gente fazer uma administração mais flexível do ponto de vista comercial", explicou Ritzmann.

O executivo evitou dar estimativas de ganhos com a nova tecnologia para o cálculo de tarifas.

"Ainda é prematuro ter esse número, mas quando visitei aeroportos que usam essa ferramenta, foi nítido a melhoria do processo... Nossa expectativa é ter ganhos de eficiência."

CHECK IN SEM CONTATO HUMANO   Continuação...