Ibovespa tem queda de 1,29%, sob o peso de siderúrgicas

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013 18:26 BRST
 

Por Danielle Assalve

SÃO PAULO, 24 Jan (Reuters) - O principal índice acionário da Bovespa teve a pior queda em mais de duas semanas nesta quinta-feira, pressionado pelo tombo do setor de siderurgia, além de ajustes técnicos.

O Ibovespa caiu 1,29 por cento na sessão, a 61.169 pontos. O giro financeiro do pregão foi de 7,18 bilhões de reais. Na semana, o Ibovespa acumulou queda de 1,27 por cento.

Ainda assim, o mercado conseguiu se manter acima de suporte gráfico na casa dos 61.080 pontos. A perda desse nível pioraria as perspectivas de curto prazo para a bolsa, segundo o analista técnico Daniel Marques, da Ágora Corretora no Rio de Janeiro.

Após passar a maior parte da sessão com variações modestas, o mercado "acordou" nas horas finais de negociação, com agentes desmontando posições na medida em que papéis de peso para o índice perdiam pontos gráficos relevantes.

"A bolsa não tem comprador final, o que deixa o mercado frágil, mais suscetível a operações arrojadas de grandes players que acabam impactando nos papéis", disse o gerente de renda variável da H.Commcor Corretora, Ariovaldo Santos, em São Paulo.

O setor de siderurgia foi a principal pressão de baixa para o Ibovespa, após dados mostrarem recuo das vendas e aumento de estoques de aços planos em dezembro.

A preferencial da Usiminas caiu 3,91 por cento, a 10,57 reais, enquanto a ordinária da CSN teve queda de 4,93 por cento, a 11,38 reais.

A preferencial da mineradora Vale caiu 2,2 por cento, a 38,63 reais --na menor cotação em mais de um mês.   Continuação...