JVCO cobra explicações sobre alguns contratos da TIM

terça-feira, 29 de janeiro de 2013 11:02 BRST
 

SÃO PAULO, 29 Jan (Reuters) - A JVCO, acionista minoritária da TIM Participações controlada pelo empresário Nelson Tanure, divulgou nesta terça-feira pedido de explicações sobre contratos acertados pela operadora de telefonia com três empresas de consultoria e de fornecimento de modems e celulares entre 2009 e 2012.

Segundo o comunicado, a JVCO pediu à empresa de auditoria da TIM, a Pricewaterhousecoopers, "informações acerca dos processos licitatórios e dos contratos firmados pela operadora italiana com as empresas ValuePartners Management Consulting, Between S.p.A. e Onda Communication".

O pedido envolve a gestão do ex-presidente da TIM, Luca Luciani, afastado da operadora em 2012 "devido às acusações de fraude feitas pelo Ministério Público de Milão".

"As empresas, que prestaram serviços de consultoria e fornecimento de modems e telefones celulares entre 2009 e 2012, são de origem italiana e geridas por ex-executivos da Telecom Italia", afirma a JVCO.

O pedido foi divulgado depois que, no final de dezembro, a acionista afirmou estar tomando providências para instaurar procedimento arbitral na Câmara Internacional de Comércio (ICC) contra a Telecom Italia e a TIM.

A JVCO era a antiga controladora indireta da operadora Intelig, comprada pela TIM em 2009. O pagamento foi feito com ações da TIM, na época o equivalente a cerca de 6 por cento do capital da companhia.

Representantes da TIM não estavam disponíveis de imediato para falar sobre o assunto.

"A JVCO, em virtude dos fatos e das circunstâncias que motivaram a demissão de Luca Luciani, defende a necessidade de verificação dessas contratações", afirmou a empresa, acrescentando que enviou em 25 de janeiro carta ao conselho de administração da TIM Participações pedindo nova auditoria nos contratos.

Às 10h51, as ações da TIM exibiam queda de 0,12 por cento, cotadas a 8,46 reais, enquanto o Ibovespa subia 0,22 por cento.

(Por Alberto Alerigi Jr.)