Aneel propõe alta média de 6,36% na revisão tarifária da Cemig D

terça-feira, 29 de janeiro de 2013 14:41 BRST
 

SÃO PAULO, 29 Jan (Reuters) - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) propôs alta média de 6,36 por cento nas tarifas da Cemig Distribuição, dentro do processo de revisão tarifária da distribuidora de estatal mineira de energia Cemig.

A revisão representaria um aumento médio de 11,23 por cento na tarifa dos consumidores de baixa tensão, como residências, e de uma queda de 2,51 por cento para os de alta tensão, como as indústrias.

A proposta fica em audiência pública de 31 de janeiro a 1o de março, sendo que após a aprovação as novas tarifas deverão ser aplicadas a partir de 8 de abril.

A revisão tarifária, quando aprovada, deverá reduzir o efeito de queda na tarifa de cerca de 18 por cento para os consumidores residenciais em todo o Brasil anunciada pelo governo federal.

A redução da conta de luz foi possível graças à renovação antecipada e onerosa de concessões de energia que venceriam de 2015 a 2017 e à diminuição ou fim de encargos setoriais.

A Cemig atende a 7,5 milhões de unidades consumidoras em Minas Gerais.

(Por Anna Flávia Rochas)