Juiz dos EUA aprova acordo da BP sobre vazamento no Golfo

terça-feira, 29 de janeiro de 2013 17:54 BRST
 

29 Jan (Reuters) - Um juiz norte-americano aceitou um acordo da BP, no qual a petroleira assume a culpa por seu papel no desastre na plataforma Deepwater Horizon e paga 4,5 bilhões de dólares em penalidades pelo pior vazamento de petróleo costeiro na história dos Estados Unidos.

A explosão em abril em 2010 numa plataforma no Golfo do México matou 11 funcionários. A unidade de perfuração de 1,6 quilômetros de profundidade derramou 4,9 milhões de barris de petróleo no Golfo ao longo de 87 dias, manchando litorais do Texas à Flórida.

"O juiz aceitou a proposta", disse uma autoridade do tribunal nesta terça-feira.

A companhia havia dito que assumiria a culpa pelas 11 mortes de funcionários, por um crime de obstrução do Congresso e dois delitos. A BP também enfrenta uma supervisão por cinco anos. Além disso, dois monitores vão supervisionar sua segurança e ética nos próximos quatro anos.

Com o acordo aprovado, a BP tem 60 dias para enviar um plano de correção ao Departamento de Justiça e à Agência de Proteção Ambiental delineando como planeja cumprir todas as exigências.

As agências vão, então, rever o plano e provavelmente o enviarão de volta à BP com propostas de alteração. O plano deve tramitar entre os três envolvidos antes que um plano final seja firmado entre as partes.

(Reportagem de Braden Reddall e Timothy Gardner)