Setor de máquinas prevê crescimento em 2013, mas câmbio preocupa

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013 18:08 BRST
 

Por Alberto Alerigi Jr

SÃO PAULO, 30 Jan (Reuters) - A indústria de máquinas e equipamentos espera que as medidas anunciadas pelo governo ao longo de 2012 surtam efeito sobre a economia neste ano, em meio a sinais positivos de aumento do faturamento no último trimestre e ligeiro crescimento do emprego no setor no fim do ano passado.

Apesar disso, a indústria, que produz bens utilizados na produção de setores que vão desde móveis a petróleo e gás, manifestou preocupação sobre o recente cenário cambial e sobre atrasos de grandes projetos de investimentos no país como os da Petrobras.

Segundo a Abimaq, associação que representa a indústria de bens metal-mecânicos do país, a expectativa para 2013 é de crescimento no faturamento do setor de 5 a 7 por cento, após uma queda de 3 por cento no ano passado para 80 bilhões de reais, que contrariou previsão de crescimento da entidade.

A indústria de máquinas encerrou 2012 com um nível de utilização de capacidade instalada de 75,6 por cento, o pior nível dos últimos 40 anos, e queda de 5,2 pontos percentuais sobre 2011, segundo a Abimaq.

"Há uma sensação de que vai melhorar e achamos que as medidas do governo vão surtir efeito (...) Não esperamos milagres, mas esperamos crescimento do investimento", disse o assessor econômico da presidência da Abimaq, Mario Bernardini.

"O aumento do faturamento do setor em dezembro (sobre novembro) é resultado da redução de juros do Finame", acrescentou citando programa do BNDES para financiamento de compra de máquinas e equipamentos novos produzidos no país.

Entre as medidas citadas pela entidade estão a queda dos juros, redução nas tarifas de energia e desoneração da folha de pagamentos de vários setores, incluindo o de máquinas e equipamentos.

Segundo Bernardini, a avaliação é que a formação bruta de capital fixo do país deve ter atingido o fundo do poço entre o final de 2012 e início deste ano, quando deve iniciar uma retomada em meio às medidas de incentivo à economia.   Continuação...