Puxado por Petrobras, Bovespa cai ao menor nível em 7 semanas

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013 18:52 BRST
 

Por Roberta Vilas Boas

SÃO PAULO, 30 Jan (Reuters) - A frustração do mercado com o reajuste dos combustíveis para a Petrobras, dados desanimadores dos EUA e o mau desempenho das gigantes Vale e OGX empurraram o principal índice da Bovespa para o mínima em sete semanas.

O Ibovespa fechou em baixa de 1,77 por cento, a 59.336 pontos, no fechamento desde 13 de dezembro. O giro financeiro do pregão foi de 9,2 bilhões de reais.

Segundo João Pedro Brugger, analista de renda variável da Leme Investimentos, em Florianópolis, o Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA abaixo das expectativas e a queda em ações de peso no Ibovespa foram as principais fatores de pressão.

"O PIB dos EUA veio bem abaixo das expectativas. A Petrobras veio com um reajuste, mas as declarações do governo de que a médio prazo não vai ter reajuste pesou e o mercado entrou forte (na venda), em uma reação um pouco exagerada", disse.

A Petrobras anunciou na véspera alta do preço da gasolina de 6,6 por cento e do diesel em 5,4 por cento nas refinarias a partir desta quarta-feira.

A ação preferencial da estatal petrolífera caiu 4,76 por cento, a 18,20 reais, enquanto a ordinária recuou 5,12 por cento, a 18,35 reais.

Em Brasília, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, evitou dizer se o aumento será o único do ano, afirmando que novos reajustes vão depender do preço internacional do petróleo. "No ano passado demos mais de um aumento, não significa que este ano faremos o mesmo", disse.

Também entre as blue chips, a preferencial da Vale cedeu 2,2 por cento, a 37,29 reais, enquanto OGX, petrolífera de Eike Batista, recuou 7,81 por cento, no pior desempenho do índice, a 4,37 reais.   Continuação...